Cirurgia plástica em adolescentes - Dra. Maria Claudia Giometti

Cirurgia plástica em adolescentes

A cirurgia plástica em adolescentes é uma realidade crescente no país

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), a procura por cirurgia plástica em adolescentes de 13 a 18 anos aumentou 141%.

Este artigo vai te ajudar a entender em que casos é possível realizar cirurgia plástica em adolescentes.

Adolescentes podem fazer cirurgia plástica?

Os adolescentes passam por muitas mudanças entre os 13 e 18 anos. É muito comum que nessa idade existam problemas com autoestima e pressão dos padrões de beleza.

Isso faz, inclusive, que eles passem a ter vontade de querer transformar algo em seus corpos.

Mas devido ao fato de que o corpo ainda está em fase de transformação e os hormônios estão especialmente presentes, nem sempre é aconselhável que eles façam um procedimento definitivo.

Cada caso será analisado pelo médico de forma individual. Muitas meninas, por exemplo, passam a querer fazer cirurgias de aumento ou redução de mama.

Nesses casos, os médicos devem avaliar se o corpo já atingiu 80% de sua formação natural para saber se elas estão aptas para o procedimento.

Os adolescentes podem apresentar suas vontades, mas a orientação da SBCP é de que os médicos falem sobre os riscos, os resultados no tipo de corpo que a pessoa tem e como o procedimento pode afetar a vida do paciente.

Dessa forma, esse público pode ficar pronto para tomar uma decisão consciente.

Há legislação sobre cirurgia plástica em adolescente no Brasil?

De modo geral, não há regra ou legislação que impeça os adolescentes de fazerem cirurgias plásticas – inclusive porque os riscos são os mesmos nessa faixa etária.

Mas eles precisam da avaliação médica, dos exames obrigatórios e, quando são menores de idade, da autorização dos pais.

Portanto, os adolescentes podem realizar as cirurgias quando estiverem seguros de sua decisão e não afetados por ‘modismos‘.

Em muitos casos, é recomendável que também façam avaliação com psicólogos para discutirem suas vontades.

Eles devem entender realmente o procedimento que querem realizar e todos os cuidados que serão necessários no pós-operatório, inclusive para ficarem realmente satisfeitos com o resultado.

Quais cirurgias plásticas um adolescente pode fazer?
 

O universo das cirurgias plásticas em adolescentes.

Para determinar qual cirurgia plástica um adolescente pode fazer, o médico vai avaliar cada caso de forma individual.

De maneira geral, eles buscam mais procedimentos como prótese de silicone nos seios, redução de mama, rinoplastia, otoplastia e lipoaspiração.
 
Entre estes procedimentos, a lipoaspiração precisa de uma avaliação mais profunda. Isso porque é mais invasiva que as outras, e está mais sujeita a mudanças corporais.
 
No caso da prótese nos seios e da redução da mama, é possível fazer a partir dos 16 anos. Isso, é claro, levando em conta a avaliação individual que pode recomendar que o procedimento não seja feito nessa idade.

Nesta situação, também é importante a avaliação de um ginecologista.
 
A rinoplastia também pode ser realizada com 16 anos. Há casos, inclusive, em que a cirurgia é recomendada por conta de desvio no septo.

A otoplastia, por sua vez, é realizada até mesmo na infância, entre 5 e 7 anos.

Qual a idade mínima para fazer cirurgia plástica?

A SBCP não estabelece uma idade mínima para a cirurgia plástica em adolescentes, mas há uma recomendação geral de que se espere até os 18 anos para realizar os procedimentos.
 
A espera pode, inclusive, fazer com que os efeitos da cirurgia plástica sejam melhores, porque o corpo do adolescente interessado já vai ter passado por todas as mudanças.

Além disso, muitas cirurgias têm impacto das alterações no corpo causadas pela gravidez, e isso deve ser considerado pelas adolescentes.
 
Outro fator importante a se avaliar antes da plástica em adolescente é que é preciso estar atento às alterações no peso, que são bastante comuns nessa faixa etária.

Esperar até que o corpo alcance uma certa “estabilidade” tende a deixar os resultados mais satisfatórios.

Pode fazer cirurgia plástica com 14 anos?

A maioria das cirurgias plásticas não é recomendada com 14 anos, apesar de não haver proibição e essa decisão ficar a critério da avaliação médica sobre o desenvolvimento do corpo do adolescente interessado nesses procedimentos.

Pode fazer cirurgia plástica com 12 anos?

Com 12 anos, a maioria dos meninos e meninas ainda não passou por todas as mudanças típicas desse período, o que torna as cirurgias plásticas pouco recomendáveis.
 
No entanto, cabe à avaliação médica tomar uma decisão quanto a essa questão. Cirurgias como a otoplastia, por exemplo, são feitas nessa faixa etária.

Riscos e benefícios da cirurgia plástica em adolescentes

Os riscos da cirurgia plástica em adolescentes dizem respeito às mudanças corporais que eles ainda podem ter, e que impactam no resultado da operação no longo prazo.

Além disso, é preciso entender que nem sempre eles têm a maturidade necessária para tomar uma decisão como essa.
 
Cirurgias plásticas trazem grandes transformações e também são procedimentos delicados, por isso é essencial que o adolescente reflita se realmente quer realizar a operação.

Entender os motivos pelos quais deseja as alterações é importante, para não levar em consideração apenas pressões estéticas externas à sua própria vontade ou insatisfações passageiras.
 
De todo modo, os adolescentes devem entender como a cirurgia plástica vai funcionar no seu corpo e de que maneira vai transformá-lo.

Isto considerado, não há problemas maiores durante os procedimentos nessa idade e, por isso, o médico pode ajudar nessa avaliação.
 
Os benefícios dizem respeito aos adolescentes conseguirem, nos casos em que estão tomando essas decisões de forma madura, realizar uma mudança no corpo para resolver algo que gera desconforto.

Em muitos casos, aliás, o problema em questão pode estar causando uma baixa autoestima e até depressão.
 
Por isso, se feita de forma responsável, a cirurgia plástica em adolescentes pode ser bastante benéfica.
 
A Dra. Maria Claudia Giometti é uma profissional especialista em cirurgias plásticas, membro da SBCP. Ela vai te ajudar a tomar a melhor decisão nesses casos e a tornar a cirurgia mais segura. Entre em contato para mais informações.