Gordura localizada no pescoço: cirurgia para remoção

Gordura localizada no pescoço: cirurgia para remoção

A gordura localizada no pescoço é um dos sinais do envelhecimento que pode ser tratado com cirurgias para fins estéticos e reparadores.

A papada é um indício do envelhecimento que prejudica a autoestima de muitas pessoas. Também chamado de queixo duplo, o acúmulo de gordura localizada no pescoço pode atrapalhar o bem-estar e diminuir a confiança e autoestima.

Assim como outras regiões do corpo, a pele do pescoço também é afetada pelo tempo, principalmente porque essa pele é mais fina e permanece exposta ao sol regularmente.

Normalmente, esses sinais costumam surgir em homens e mulheres após a chegada dos 35 anos de idade.

Além dos produtos e cosméticos para reduzir a papada e a flacidez no pescoço, também existem tratamentos estéticos e cirurgias efetivas para acabar com essa gordura localizada.

Em 2018, segundo um levantamento realizado pela Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS), apenas no Brasil foram registradas quase 1,5 milhão de cirurgias plásticas estéticas.

Como apresentado pelo estudo, a busca por procedimentos no rosto é grande. O ranking compreende, por exemplo, a cirurgia de lifting facial, procedimento que promove o rejuvenescimento ao reposicionar os tecidos do rosto e do pescoço.

Também chamada de papada, a gordura localizada no pescoço é caracterizada pelo excesso de pele, que surge na região por causa da junção de pele flácida e gordura ali localizada.

Papada: o que pode ser e principais causas

Mesmo sendo mais comum em idades avançadas, vale ressaltar que as imperfeições no pescoço podem se manifestar em pessoas de qualquer idade.

Geralmente, essa concentração de gordura no pescoço também é ocasionada por fatores genéticos, excesso de peso e algumas doenças como alterações na tireoide.

É causada, principalmente, por causa do processo de envelhecimento do rosto, que acaba atingindo tanto homens quanto mulheres.

De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), os tratamentos que geram uma aparência mais jovem são a preferência de homens e mulheres com idade acima dos 60 anos.

Com o começo do envelhecimento mais acentuado no rosto, consequentemente ocorre a descida da musculatura, dos ligamentos, da gordura do rosto, pele e das partes flácidas da face, gerando um impacto significativo para a aparência do pescoço.

Ao realizar o reposicionamento do tecido, o paciente consegue aumentar a sustentação da pele e diminuir completamente ou parcialmente a papada.

Indicação para cirurgia plástica no pescoço

A cirurgia plástica para remover a gordura localizada no pescoço pode ser realizada em pacientes que apresentam os seguintes aspectos:

• Excesso de pele e flacidez;

• Volume moderado ou grande de tecido gorduroso;

• Presença de rugas cervicais e/ou transversas de grau moderado ou leve;

• Pregas verticais (bandas platismais);

• Queda na musculatura.

Além disso, existem diferentes tipos de cirurgias plásticas que são adequadas para o resultado desejado, de acordo com as características de cada paciente.

Lipoaspiração de mento

A lipoaspiração do mento é um dos principais tipos de cirurgia plástica no pescoço. Ela é recomendada para os pacientes que buscam apenas remover a gordura subcutânea, e não o excesso de pele, sendo ideal para pessoas com uma flacidez leve ou inexistente.

Caso o paciente apresente um acúmulo de pele flácida, a lipo de mento também pode ser associada a um lifting facial. Ela é proposta para pessoas de 30 a 50 anos, que tiveram um ganho ou perda de peso acentuado.

As cirurgias plásticas no pescoço também podem ser feitas juntamente com outros procedimentos. Dessa forma, é comum que os pacientes também façam a mentoplastia, operação que corrige o mento; e a rinoplastia, cirurgia que melhora a aparência do nariz.

Lifting Cervical

A gordura localizada não é o único incômodo que pode levar um paciente a buscar um cirurgião plástico. Muitas pessoas também lidam com o excedente de pele, flacidez e as bandas platismais, linhas e marcas verticais que aparecem no pescoço e se tornam mais visíveis com o passar do tempo.

Também chamado de cervicoplastia, o lifting cervical é uma das cirurgias mais indicadas para tirar a papada e corrigir essas imperfeições. Logo, essa cirurgia plástica no pescoço é mais aconselhada para quem sofre com a perda do contorno mandibular e possui um rosto desarmonioso.  

No lifting cervical, o planejamento cirúrgico é personalizado para cada paciente. Assim, a face tratada exige uma combinação de técnicas específicas para alcançar o resultado pretendido e eliminar a papada no pescoço.

A sugestão da cirurgia plástica é feita por um cirurgião especializado, que é auxiliado por análises fotográficas do paciente e pela avaliação clínica no consultório.

Nessas imagens, o profissional consegue identificar todos os pontos que podem ser melhorados. Para definir a abordagem mais adequada, características como o grau de flacidez e o envelhecimento cutâneo são fundamentais.

Lipoaspiração de mento

Chamada de lipo de papada, a lipoaspiração de mento é uma cirurgia plástica que elimina a aparência do queixo duplo e aperfeiçoa a estética facial.

Considerada uma cirurgia menos invasiva, essa operação inclui uma técnica de aspiração da gordura situada abaixo do queixo, na parte superior do pescoço e na mandíbula.

A lipoaspiração de papada oferece diferentes benefícios. Ela garante o rejuvenescimento facial e recupera o contorno do rosto, para que ele se torne mais equilibrado, fino e harmonioso.

Feita com anestesia local com sedação, a cirurgia também remove a condição de queixo duplo, devolve a linha da mandíbula e elimina a gordura do pescoço.

Mini lifting de pescoço: antes e depois

Considerado uma variação da cirurgia de Lifting Facial, o mini lifting é uma operação que remove a gordura localizada do terço médio inferior do rosto, que consiste no pescoço e área do mento.

Essa cirurgia estética está relacionada ao excesso de gordura localizada, flacidez e perda do traço facial.

A operação é responsável por restabelecer o contorno e melhorar a tensão da musculatura da face. Para reposicionar os tecidos e tracionar a pele, a técnica consiste na realização de pequenas incisões, que podem estar situadas embaixo do mento e/ou na região posterior das orelhas.

Portanto, esse tipo de operação é mais indicado para quem já passou pelo processo de envelhecimento e está em busca de uma aparência rejuvenescida. Diferentemente do lifting tradicional, essa versão reduzida da cirurgia corresponde a uma área específica do rosto.

Como eliminar papada rapidamente

Com o objetivo de eliminar a papada do pescoço, existem diferentes técnicas e dicas relevantes.

Agindo ao longo do tempo, os cremes firmadores podem auxiliar a minimizar a papada, justamente por possuírem substâncias como vitaminas e colágeno, elementos que aumentam a firmeza e elasticidade da pele.

Além disso, os tratamentos estéticos também são opções, a exemplo da lipo cavitação, mesoterapia e radiofrequência. Contudo, para remover a presença exagerada de gordura no pescoço e a pele flácida, a melhor alternativa ainda é realizar a cirurgia plástica.

O lifting e a lipoaspiração são exemplos de procedimentos estéticos que acabam com o aspecto de pescoço volumoso.

Cirurgia de papada: preço é um impeditivo?

O valor da cirurgia plástica no pescoço é estabelecido conforme a avaliação médica com o cirurgião responsável. Assim, o preço da operação depende da clínica médica escolhida e do profissional.

Vale ressaltar também que a cirurgia não inclui os medicamentos, sessões de drenagem linfática e outros custos adicionais à operação.

Recuperação da cirurgia plástica no pescoço

O pós-operatório é fundamental para que o paciente adquira os resultados desejados. Sendo assim, é importante seguir todas as recomendações médicas.

Por ser similar aos outros tipos de lipoaspiração, é um procedimento simples e rápido, cujo tempo de recuperação também é curto.

Depois de receber alta do centro médico, é indicado que o paciente permaneça em repouso e evite fazer esforços físicos e movimentos bruscos. Para os dias seguintes à cirurgia plástica no pescoço, é necessário manter o curativo no local da incisão, dormir com a cabeça levantada e evitar deitar-se de lado.

Além de fazer a higienização da sutura, a recuperação também exige a realização de drenagem linfática e a utilização de uma faixa de compressão na região operada, que previne contra a retenção de líquidos e também reduz o edema.

No período em que a tonalidade da pele estiver roxa e a região inchada, outro cuidado é evitar a exposição ao sol e obedecer às prescrições médicas.

Para os primeiros dias após a cirurgia plástica que remove a gordura localizada no pescoço, é necessário evitar alimentos quentes e que demandam uma mastigação excessiva. Assim, opte por comidas mais fáceis de digerir, texturas pastosas e leves, como sopas mornas, gelatinas e sucos.

O resultado final da cirurgia plástica no pescoço não é observado imediatamente, ele aparece entre seis meses e um ano, já que leva algum tempo para que a pele consiga acomodar suas estruturas internas que foram alteradas.

A Dra. Maria Claudia Giometti é uma cirurgiã com formação de excelência na área de cirurgia plástica. A profissional atua em uma clínica especializada na realização de procedimentos e tratamentos estéticos em São Paulo. Saiba mais!