Doença do silicone: o que é e sintomas desse problema de saúde

Doença do silicone – Breast Implant Ilness (BII)

A doença do silicone é um conjunto de  sintomas sistêmicos que ocorrem alguns anos após o implante da prótese mamária. As principais queixas das pacientes se encaixam numa síndrome chamada de ASIA, que na tradução para o português significa síndrome autoimune anti-inflamatória induzida por adjuvante.

Embora os implantes mamários estejam sendo estudados e realizados com muita segurança nos últimos 60 anos, alguns pacientes estão procurando os cirurgiões  plásticos reclamando da doença do silicone, que pode ser tratada com o explante – a cirurgia para retirar a prótese de silicone.

Muitos outros fatores podem levar ao explante do silicone, entre eles mudança de peso, alteração no estilo de vida e o próprio envelhecimento – nenhum desses casos tem ligação com a doença do silicone.

Doença do silicone: o que é e quais são os sintomas

A doença do silicone, ou Breast Implant Illness (BII),é uma reação que o próprio organismo tem por considerar a prótese como um corpo estranho. O problema se desenvolve através de uma doença autoimune chamada de ASIA – síndrome autoimune anti-inflamatória induzida por adjuvante.

Adjuvantes são agentes externos, como a prótese de silicone ou uma vacina, por exemplo. A síndrome da ASIA, que está ligada à doença do silicone, foi descrita por Schoenfeld em 2011 e acredita-se que ocorre em pessoas com predisposição genética.

Estudos estão sendo realizados para identificar quais são os indivíduos que têm predisposição para desenvolver a doença, assim como para entender se existe uma relação direta entre doenças autoimunes e o implante.

Uma das manifestações da doença do silicone, também chamada de Breast Implant Illness (BII), é quando o implante de silicone gera uma série de sintomas nas pacientes. Os mais comuns são os seguintes:

É muito comum as pessoas postarem nas redes sociais qualquer sintoma como estes como se fosse algo causado pela doença, porém o verdadeiro agente causador não foi investigado, identificado ou diagnosticado por um médico.

É importante deixar claro que não existem estudos que confirmem que a Breast Implant Illness (BII – doença do silicone) seja causada diretamente pelos implantes de silicone, assim como não existem exames para identificação da BII.

Cirurgia de explante por doença do silicone

Os especialistas em cirurgia plástica não possuem uma técnica específica para o explante mamário por causa da doença do silicone. Para a retirada das próteses, os médicos combinam uma série de técnicas  que já são usadas atualmente em procedimentos cirúrgicos de mamas.

Doença do silicone – Tirar a prótese não é garantia de alívio dos sintomas

Como a doença não é comprovada cientificamente, não existe garantia de que a retirada do implante e da cápsula vá eliminar os sintomas dos distúrbios. Mulheres que acreditam que estão com a doença do silicone podem passar pela capsulectomia total, desde que o procedimento não coloque a paciente em risco.

Em condições benignas, a capsulectomia em bloco nem sempre é realizada – o procedimento só é indicado para casos suspeitos de câncer. Atualmente, esse conceito vem mudando devido a patologias relacionadas à presença de cápsulas. Para receber mais informações sobre o assunto, converse com seu médico cirurgião-plástico de confiança!