Mamoplastia redutora: a cirurgia de redução das mamas - Dra. Maria Claudia Giometti

Mamoplastia redutora: a cirurgia de redução das mamas

Muitas mulheres se queixam do tamanho dos seios e procuram a médica especialista em cirurgia plástica, Dra. Maria Cláudia Giometti, para conhecer a cirurgia de redução das mamas, também chamada de mamoplastia redutora.

A recomendação para a cirurgia plástica de redução das mamas pode acontecer por vários motivos, como:

• Reconstrução das mamas;

• Seios fartos em decorrência do sobrepeso;

• Mulheres que possuem seios muito grandes por característica genética;

• Quando os seios são muito pesados e causam incômodos no dia a dia;

• Após a amamentação;

• Fatores estéticos, quando as mulheres não estão felizes com os próprios seios.

A cirurgia para redução dos seios é uma maneira definitiva de tratar os problemas apresentados acima. Mas como começar o tratamento?

Cirurgia de redução das mamas: consulta médica

Na consulta médica, os seios da paciente serão classificados de acordo com o tamanho, que pode ir de mamas pequenas até seios de tamanhos exagerados e desproporcionais, chamados de gigantomastia.

A médica também analisa o contorno mamário e a posição do mamilo, pois estes detalhes fazem muita diferença no tratamento cirúrgico e no resultado do procedimento.

Mamoplastia redutora: indicação para cirurgia de redução das mamas

A indicação para fazer mamoplastia redutora existe para pacientes com mamas grandes, especialmente com algum grau de ptose ou com gigantomastia. Nestes casos, os seios são muito grandes e pesados, causando até problemas na coluna.

Também podem fazer a cirurgia de redução dos seios mulheres que se sentem constrangidas e desconfortáveis para se vestir no dia a dia por causa do tamanho dos seios.

A recomendação é marcar uma consulta médica para a avaliação individualizada. Porém, é necessário que as mamas já estejam totalmente formadas e isso ocorre em mulheres com 17 anos ou mais, a não ser que haja um problema funcional.

Por isso, é sempre essencial passar por uma consulta com a médica cirurgiã plástica. Afinal, vários critérios precisam ser definidos antes da mamoplastia redutora, como, por exemplo, o grau da hipertrofia mamária e a dimensão do tórax.

Cirurgia de redução dos seios: como é a mamoplastia redutora

A médica pode escolher uma entre as diversas técnicas disponíveis para fazer a cirurgia de redução dos seios. De uma forma geral, o procedimento é realizado para a remoção de tecido, pele e gordura das mamas.

Após essa etapa, a médica se dedica a remodelar os seios, para que eles fiquem com um formato natural e bonito após a cirurgia.

A cirurgia de redução dos seios deixa cicatrizes?

Segundo a cirurgiã plástica, Dra. Maria Cláudia Giometti, existem dois tipos de cicatrizes para a cirurgia de redução dos seios. “A cicatriz pode ser no formato de L ou de T invertido. O formato da cicatriz pode variar conforme o perfil de cada paciente, se as mamas são muito flácidas ou muito grandes, por exemplo. O processo de cicatrização inicial vai de 15 a 30 dias e o tardio, de 18 a 24 meses, quando o processo cicatricial está finalizado. Depois desse tempo, a cicatriz tende a ficar bem clarinha e pouco consistente, bem menos visível e, por isso, não costuma incomodar as pacientes”.

A médica também destaca que a cicatrização da mamoplastia redutora pode ser diferente em cada paciente. “Algumas mulheres podem apresentar queloide ou cicatrização hipertrófica, que é uma complicação. Mas, atualmente, existem tratamentos que auxiliam o organismo no processo de cicatrização para evitar ou amenizar estes problemas”.

A hospitalização para a mamoplastia redutora é de 12 a 24 horas. A sedação pode ser feita com anestesia geral ou peridural. O procedimento pode levar até 3 horas de duração.

Cirurgia de redução dos seios: resultado da mamoplastia redutora

Após a cirurgia, as mamas ficarão menores, mas é importante deixar claro que muitos fatores podem interferir no resultado da mamoplastia redutora, entre os quais estão os seguintes:

• Presença de estrias;

• Tipo de pele;

• Constituição glandular do tecido mamário;

• Constituição gordurosa das mamas;

• Entre outros.

O resultado da mamoplastia redutora é definido em três etapas.

Período imediato após a mamoplastia redutora

São os primeiros 30 dias após a cirurgia de redução dos seios. Embora as mamas fiquem bem menores logo após a cirurgia, a aparência ainda está distante do resultado final.

Período mediato após a mamoplastia redutora

São os próximos 240 dias após a cirurgia de redução dos seios. Nesta etapa, os mamilos costumam ficar mais sensíveis e as mamas se aproximam do seu formato final pós-cirúrgico.

Período tardio após a mamoplastia redutora

O resultado definitivo da cirurgia aparece depois de 18 meses. Após este tempo, é possível perceber com exatidão o novo tamanho dos seios, bem como a sensibilidade, volume, formato e consistência.

Cirurgia de redução dos seios: cuidados antes da mamoplastia redutora

Na consulta com a Dra. Maria Cláudia Giometti, as pacientes serão informadas sobre todos os detalhes a respeito do procedimento e, principalmente, sobre alguns possíveis agravantes. “Alguns fatores são prejudiciais para a mamoplastia redutora, como o tabagismo e o uso de anticoncepcionais (que pode levar à trombose venosa). Por isso, orientamos as pacientes a suspenderem o uso dessas substâncias por pelo menos um mês antes do procedimento”, alerta a médica.

Vários exames também são solicitados antes da cirurgia, como ultrassom das mamas e mamografia, avaliação cardiológica e exames laboratoriais. Na primeira semana depois da cirurgia é importante adotar uma dieta mais leve, para que o corpo tenha uma boa reação aos medicamentos que são prescritos no pós-cirúrgico, como analgésicos, anti-inflamatórios e antibióticos.

Uso do sutiã cirúrgico

Após a mamoplastia redutora, a médica recomenda o uso do sutiã cirúrgico, que só é removido durante a higiene pessoal, ou seja, na hora de tomar banho. O ideal é ter pelo menos dois sutiãs, pois eles serão utilizados por cerca de um mês após a cirurgia.

A atividade física fica liberada depois de um mês do procedimento, mas cada caso é avaliado de forma personalizada pela médica. Outras atividades, como estudo, trabalho e relações íntimas, ficam liberadas em uma semana depois do procedimento, porém tudo com muito cuidado.

Cirurgia de redução dos seios: drenagem linfática

A drenagem linfática para mamoplastia redutora é um procedimento muito eficiente para a redução dos inchaços. “Na recuperação da cirurgia de redução dos seios, é interessante a paciente associar a realização de drenagem linfática, para diminuir os inchaços e remodelar as cicatrizes, principalmente nas primeiras semanas do pós-operatório”, explica a médica.

Principais dúvidas sobre a cirurgia de redução dos seios

Vou ter que tirar os pontos após a cirurgia de redução dos seios?

Não é necessário, já que os pontos são absorvidos e eliminados pelo próprio organismo.

Terei que usar curativos após a mamoplastia redutora?

Os curativos são necessários para sua recuperação. O uso do micropore ou pomadas na cicatriz é feito por mais tempo, assim como o sutiã especial, que pode durar de 30 dias a 6 meses.

Quanto tempo vou ficar sem tomar banho depois da cirurgia de redução dos seios?

Após um dia, você já vai poder tomar banho, caso esteja usando uma cola cirúrgica ou o curativo totalmente vedado com um papel filme. Se o curativo for molhado, tem que ser trocado imediatamente. Caso contrário, banho apenas da cintura para baixo.

Para outras informações sobre o tema, converse com seu médico de confiança!