Tem problema fazer cirurgia plástica no verão? - Dra. Maria Claudia Giometti

Tem problema fazer cirurgia plástica no verão?

As temperaturas estão aumentando e os pacientes costumam perguntar mais para a Dra. Maria Claudia Giometti sobre cirurgia plástica no verão. As dúvidas são de todos os tipos, principalmente se pode fazer o procedimento, se é melhor adiar, se existe algum risco específico por causa do calor, entre outras questões.

É normal que as pessoas fiquem mais inseguras de fazer cirurgia plástica no verão, já que existe uma diferença do processo de recuperação, principalmente por causa dos inchaços e do desconforto de ficar em repouso com o termômetro marcando quase 40°C.

Mas, a verdade, é que muitas pessoas decidem fazer a cirurgia plástica no verão por que estão de férias e precisam aproveitar este momento, até mesmo por que coincide com as férias escolares dos filhos, por que conseguem parar um pouco a rotina atribulada para cuidar de si mesmas e da própria aparência.

Por mais que no calor seja mais desconfortável para repousar após o procedimento e cause certa interferência nos inchaços, a cirurgia plástica no verão costuma ser tão bem-sucedida quanto as realizadas durante o outono/inverno.

Mesmo assim, é preciso tomar cuidado redobrado para não ficar exposto ao calor e aos raios solares.

Cirurgia plástica no verão: cuidados com o sol

Os procedimentos estéticos, inclusive cirúrgicos, são mais procurados durante as temperaturas mais baixas por diversos fatores, entre os quais estão os seguintes:

Quem decide fazer cirurgia plástica no verão, pode reparar em um inchaço um pouco maior por causa das temperaturas elevadas, mas nada que vá prejudicar no resultado do procedimento.

“Nós recomendamos para os pacientes que fazem cirurgia plástica no verão que tomem cuidados específicos por causa do sol e das altas temperaturas, como drenagem linfática para alívio de hematomas, uso de tecidos que transpiram mais e de coletes modernos, para aliviar os inchaços”, explica a médica especialista em cirurgia plástica, Dra. Maria Claudia Giometti.

Segundo a médica, as orientações sobre cicatrização também são muito rigorosas para os pacientes que querem fazer cirurgia plástica no verão.

“No primeiro mês de recuperação, a recomendação é que os pacientes não se exponham aos raios solares de maneira alguma, pois as cicatrizes podem ficar escuras e a pele manchada definitivamente. Além disso, nos 3 meses pós-cirurgia, a indicação é se expor aos raios solares com pouca frequência, sempre usando protetor solar, até os hematomas desaparecerem completamente”, alerta a médica.

O uso de filtro solar de pelo menos 60 FPS é recomendado para as áreas com hematomas. O uso de acessórios que protegem dos raios UV, como chapéus e bonés, também vai fazer parte do kit pós cirurgia plástica no verão de quem realizou procedimentos no rosto.

Se for necessário, durante os retornos para avaliação, a médica também pode indicar o uso de clareadores com vitamina C, para melhorar o aspecto da região onde foi realizada a cirurgia plástica.

Cirurgia plástica no verão: hidratação é importante

A lipoaspiração é um procedimento que requer atenção especial no pós-operatório. A recomendação é que, se o paciente fez a cirurgia plástica no verão, tome pelo menos 3 litros de água por dia na primeira semana de recuperação, para evitar desidratação e hipotensão.

Para que não haja fibrose ou inchaço elevado, os pacientes que fazem lipo no verão também podem precisar de cinta, mesmo se estiver calor. Em geral, o uso da cinta é contínuo nos primeiros 30 dias de recuperação.

Após esse período, a médica avalia como está sendo a recuperação do paciente e pode suspender o uso diário da cinta.

Independentemente do calor, a cirurgia plástica é recomendada para pacientes que vão conseguir fazer um bom pós-operatório, seja com temperatura elevada ou baixa, ou seja, no verão ou no inverno.

“Nós sabemos que muitos pacientes preferem as temperaturas mais baixas, mas fazer a cirurgia plástica no verão pode ser indicado para pacientes que, por diversos motivos, vão conseguir mais tempo, logística e apoio no período de recuperação entre outubro e março, por exemplo. Os cuidados no pós-operatório são fundamentais para o resultado da cirurgia. Se o paciente terá um bom cenário para sua recuperação durante o verão, isso deve ser levado em conta”, avalia a médica.

Todos os detalhes sobre cirurgia plástica e sobre os procedimentos que o paciente quer realizar devem ser obtidos em uma consulta com a médica especialista em cirurgia plástica, Dra. Maria Claudia Giometti.